São Martinho da Serra usou R$ 170 mil em diárias nos primeiros 6 meses de 2019 – FM 102.7 Mhz – A Gigante Do Rádio | Santa Maria – RS
loading...

São Martinho da Serra usou R$ 170 mil em diárias nos primeiros 6 meses de 2019

0 3

Um assunto tomou conta das rodas de conversas na cidade de São Martinho da Serra. Isso porque um grupo de vereadores da cidade realizou um estudo para calcular quanto é gasto pelo poder executivo do município. Os valores foram divulgados durante a Tribuna Livre, na Câmara de Vereadores, no dia 5 de agosto.

O levantamento foi feito com base nos dados do Portal de Transparência, que calculou os primeiros sete meses de atuação no ano de 2019. De 01 de janeiro à 31 de julho, a prefeitura utilizou R$ 170.465,98. Já no ano anterior, em 2018, o executivo de São Martinho da Serra gastou, durante todo o ano R$225 mil.

Segundo aponta os dados do Portal de Transparência, o prefeito da cidade, Gilson de Almeida, está no topo da lista, com o valor de diárias chegando a R$ 18.798,41, seguido do Secretário de Finanças, Ivan Shieffelbein, com R$ 16.959,56, e no terceiro lugar está o motorista João Alipio Veiga, com R$ 10.359,37.

Segundo os vereadores a cidade enfrenta grandes problemas de estrutura, saúde, educação e assistência social, enquanto outros gastos são realizados pelo executivo municipal.

O prefeito respondeu a Central de Jornalismo do Sistema Medianeira, dizendo que ” o valor das diárias foram bem aplicadas e dentro da legalidade”. Segundo Almeida, as viagens foram a capital do Estado, Porto Alegre para buscar recursos. “Se ey bão correr atrás quem vai correr?”, mencionou o chefe do executivo de São Martinho.

Sobre as críticas dos parlamentares o prefeito afirmou que isto faz parte do jogo político. “Me criticam porque as eleições se aproximam [..] Me criticam porque consegui um investimento junto ao BRDE de mais de um milhão de reais e para isso precisei ir a Porto Alegre”, explicou.

 

Outra polêmica

Os vereadores também relataram sobre Processo Administrativo Especial que trata sobre o desvio do recurso público da tesouraria ocorrido, ainda 2019, no valor de R$400 mil. Segundo os parlamentares do município, para realizar a investigação, servidores do município realizaram um curso para de capacitação que foi pago também com diárias, levando o município a ultrapassar os R$500 mil.

Os vereadores que realizaram a pesquisa com base no Portal de Transparencia do Municipio de São Martinho da Serra são Clóvis Tavares Brasil (PP), Élio Martim Guterres (PT), Leila Aparecida Difante Marafiga (PSDB), Maria Cristina Toaldo e João Antonio Mezzomo, ambos do DEM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *