Aberta sindicância para apurar confusão ocorrida no PA do Patronato, no domingo (10) – FM 102.7 Mhz – A Gigante Do Rádio | Santa Maria – RS
loading...

Aberta sindicância para apurar confusão ocorrida no PA do Patronato, no domingo (10)

A Prefeitura de Santa Maria abriu uma sindicância para apurar um incidente ocorrido na noite desse domingo (10), envolvendo o acompanhante de um paciente que aguardava atendimento no PA do Patronato e a Guarda Municipal. O assunto teve grande repercussão, após um vídeo ser publicado na rede social. As imagens mostram dois agentes da Guarda Municipal imobilizando o homem, que se queixava da demora no atendimento. Antes, ele havia sido interpelado e ameaçado com uso de arma não letal. O acompanhante aparece nas imagens, proferindo xingamentos aos agentes. Os fatos foram testemunhados por funcionários da unidade de saúde.  Um nota lançada pela Prefeitura na manhã desse segunda-feira (11), foi informado que o acolhimento do paciente levou dois minutos, medicamentos foram prescritos, porém, quando a equipe estava iniciando a aplicação dos remédios, o acompanhante do paciente discutiu com os agentes e teria agredido verbalmente os servidores do PA.

ASSISTA AO VÍDEO

Essa é a saúde do município?

ESSA É A SAÚDE DO MUNICÍPIO?A Prefeitura vai ter que se manifestar sobre o que aconteceu no PA do Patronato durante o final de semana. O vídeo abaixo está circulando pela internet e mostra cenas lamentáveis dentro de um local que deveria cuidar das pessoas. Estou recebendo essas imagens de vários amigos, não sabemos o que realmente aconteceu, por isso, exigimos uma explicação!#VereadorDeVerdade #FiscalDoPovo #SaúdeNaUTILuciano Zanini Guerra Luciano Zanini Guerra

Posted by Luciano Zanini Guerra on Monday, June 11, 2018

A NOTA DA PREFEITURA

“Sobre o incidente ocorrido no Pronto Atendimento Municipal Flávio Miguel Schneider, o PA do Patronato, a Prefeitura de Santa Maria presta os seguintes esclarecimentos.

Às 21h45min do dia 10 de junho, o jovem de 19 anos deu entrada na Unidade de Saúde alegando dores abdominais devido à ingestão em excesso de bebida alcoólica, sem qualquer menção a doenças cardíacas.

Conforme atesta o prontuário, o paciente foi chamado ao acolhimento apenas dois minutos depois (21h47min) e, às 22h16min, já estava sob cuidados médicos.

A medicação para dor foi prescrita, porém, quando a equipe estava iniciando a aplicação dos remédios, às 22h27min, o acompanhante do paciente (que não possui nenhum grau de parentesco com o jovem de 19 anos) recusou atendimento e passou a agredir verbalmente os servidores do Pronto Atendimento.

Neste momento, foi oferecido ao paciente o atendimento de outro médico plantonista (já que havia quatro clínicos naquele turno no Pronto Atendimento), o que também foi rejeitado pelo acompanhante, que passou a chutar portas e ameaçar fisicamente os profissionais da Unidade de Saúde.

Registra-se, ainda, conforme relatos das pessoas que estavam no local, que o homem também apresentava sinais de embriaguez.

Diante da situação de risco estabelecida, a Guarda Municipal interveio para garantir a integridade física dos servidores públicos e evitar que a situação fugisse do controle.

A Prefeitura irá abrir uma sindicância para apurar os fatos e verificar se houve excesso de alguma das partes envolvidas.”

Central de Jornalismo – Fabricio Minussi (MTB 11.110)

Foto e vídeo: Reprodução / Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *