Terceiro dia de protestos de caminhoneiros no RS. Veja a situação na Região Central – FM 102.7 Mhz – A Gigante Do Rádio | Santa Maria – RS
loading...

Terceiro dia de protestos de caminhoneiros no RS. Veja a situação na Região Central

0 3

O protesto de caminhoneiros contra o ajuste diário do diesel chegou ao terceiro dia nesta quarta-feira. No Rio Grande do Sul, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) contabilizou neste começo de dia manifestações em 39 cidades gaúchas e em nove rodovias diferentes. Em todas, o tráfego de veículos de carga é interrompido.

De acordo com a PRF, as cidades com rodovias federais que registram protestos são as seguintes: Butiá, Camaquã, Carazinho, Caseiros, Erechim, Fontoura Xavier, Frederico Westphalen, Ijuí, Itaqui, Lagoa Vermelha, Mato Castelhano, Palmeiras das Missões, Pantano Grande, Passo Fundo, Pelotas, Santa Rosa, São Gabriel, Soledade, Tio Hugo e Uruguaiana.

Os caminhoneiros se concentram também em 19 cidades com rodovias estaduais. Segundo o Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM), os protestos ocorrem em Araricá, Capivari do Sul, Casca, Caxias do Sul, Cerrito, Coxilha, Encruzilhada, Erechim, Espumoso, Flores da Cunha, Gravataí, Tapejara, Taquara, Taquari, Santa Cruz do Sul, Santo Antônio da Patrulha, São Sebastião do Caí, Venâncio Aires e Viamão.

Na região Central do Estado as mobilizações, sem bloqueios de rodovias, estão sendo retomadas em dois pontos da BR 392, no Posto Bufon, em Santa Maria, e no Posto Cotrisel, na entrada de São Sepé. Em Júlio de Castilhos, o protesto ocorre também em um posto próximo à entrada da cidade, na BR 158.

INCIDENTE

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada na noite de ontem para atender uma ocorrência em que um caminhão foi alvejado por pelo menos três tiros ao não parar em um local de protesto na BR 472, em Itaqui, na Fronteira. De acordo com a PRF, o crime ocorreu às 21h15min, quando o motorista, de 48 anos, natural de Santiago, seguia pela rodovia com seu caminhão. No trevo de acesso a Itaqui, ao passar por uma manifestação, ele decidiu seguir viagem quando alguns manifestantes começaram a gritar. Em seguida, o condutor ouviu os disparos. Assustado, o condutor saiu em disparada com o caminhão pela rodovia em direção a São Borja, sendo então seguido por uma caminhonete. Três homens estariam na caçamba do veículo. A perseguição seguiu por alguns quilômetros até que os tripulantes da caminhonete desistiram. Mais tarde, o motorista se deslocou até uma unidade da PRF em São Borja e relatou o que aconteceu. Um dos disparos feitos contra o caminhão da vítima atingiu a porta e os outros dois atingiram a parte posterior da cabine e o homem saiu ileso do crime.

Central de Jornalismo

Foto: Aline Souza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *